Follow by Email

domingo, 4 de novembro de 2012

"A felicidade cada vez mais se aproxima"

Nós aprendemos com o passado, mas não somos fruto disso. Sofremos no passado, amamos no passado, choramos e sorrimos no passado, mas isso não serve para o presente. O presente tem os seus desafios, o seu mal e o seu bem. Não podemos culpar o passado nem agradecer-lhe pelo que está a acontecer agora. Cada nova experiência de amor não tem absolutamente nada que ver com as experiências passadas, é sempre nova.
 
Não sou aquilo que as pessoas desejavam que fosse, sou aquilo que decidi ser, ou o que a vida me obrigou a ser. Culpar os outros é sempre fácil, uma pessoa pode passar a vida a culpar o mundo, mas os seus sucessos ou as suas derrotas são da sua inteira responsabilidade. Posso tentar parar o tempo, mas estarei a desperdiçar a minha energia em vão.
 Estas coisas estão naquilo a que se chama "passado" e aguardam uma decisão naquilo a que chama "futuro". Elas entorpecem, poluem e não deixam que perceba-mos o presente. Trabalhar apenas com a experiência é repetir soluções velhas para problemas novos. Conheço muitas pessoas que só conseguem ter uma identidade própria quando falam dos seus problemas, é assim que elas existem, porque têm problemas que estão ligados ao que julgam ser " a sua história".
É preciso um grande esforço para se libertar da memória, mas, quando, se consegue fazê-lo, começa-se a descobrir que  somos mais capazes do que pensamos.
Habitamos neste corpo gigantesco que é o Universo, onde estão todas as soluções e todos os problemas, visita a tua alma em vez de visitares o teu passado….
By Narciso Teixeira









 

Nenhum comentário:

Postar um comentário